maca-mordida

Dia Mundial da Saúde Bucal celebra sorrisos saudáveis

A Federação Dentária Internacional (FDI) prepara-se para comemorar em todo o mundo o Dia Mundial da Saúde Bucal 2014, em 20 de março, incentivando jovens e adultos para a importância de se manterem boca e dentes saudáveis ao longo de toda a vida. O Instituto Pedro Martinelli Pró-Odontologia (IPM), que completa 15 anos de existência em 2014, atende ao apelo da FDI e entra nessa campanha cumprindo sua missão de difundir informações sobre saúde bucal e promover sorrisos saudáveis e qualidade de vida.“Mais de 90% da população mundial vai sofrer alguma forma de doença bucal em sua vida, mas muitas dessas pessoas podem ser tratadas ou se prevenir com uma rotina de cuidados bucais diários”, afirma a presidente da entidade, Tin Chun Wong. “Há mais de 1 milhão de profissionais que cuidam da saúde bucal em todo o mundo e, em 2014, esperamos que eles participem, como nossos parceiros, para fazer do Dia Mundial da Saúde Bucal um sucesso global.”O lançamento da campanha apresenta um sorriso que transmite a essência da data, conclamando cada cirurgião-dentista em todo o mundo a participar dessa celebração de sorrisos saudáveis. A campanha da FDI será acompanhada de imagens positivas ligadas à boca saudável, tais como rir, comer ou beijar. A entidade espera ver a vitalidade desse sorriso em todos os locais do planeta, do Nepal ao Chile, passando a mensagem de que uma boa saúde bucal pode reduzir o sofrimento causado pelas doenças bucais.

Associações – A FDI incentiva, ainda, que associações odontológicas em todo o mundo promovam atividades, eventos e campanhas que levem informações sobre saúde bucal às populações ao redor do mundo por ocasião da data e sua importância para a saúde dos indivíduos.

Dados da FDI sobre saúde bucal e doenças bucais
*90% da população terá doença bucal ao longo de sua vida, que vão desde cáries, doenças periodontais a câncer oral.
*Apenas 60% da população mundial têm acesso a cuidados bucais.
*60% a 90% das crianças em idade escolar, no mundo, têm a doença cárie.
*Dor de dente é a razão número um para o absentismo nas escolas em muitos países.
*Embora a carga de doenças bucais esteja diminuindo nos países desenvolvidos, as complicações periodontais estão se tornando mais comum, especialmente em pessoas mais velhas. Principais fatores de risco como o tabaco e o consumo de álcool e uma dieta rica em gordura, sal e açúcar contribuem para uma série de doenças crônicas, incluindo doença oral.
*O principal cuidado individual com a saúde bucal é a prevenção, com escovação duas vezes ao dia, com creme dental com flúor e visitas regulares ao cirurgião-dentista.
*Há mais de um milhão de cirurgiões-dentistas qualificados em todo o mundo que, usando tratamentos dentários modernos, podem restaurar quase todas as funções e estética de uma dentição saudável. No entanto, eles não estão distribuídos igualmente ao redor do planeta, deixando muitas das regiões mais pobres e mais carentes com menos de um cirurgião-dentista para uma população de 300 mil pessoas”, aponta a presidente da FDI, ressaltando o esforço conjunto to que precisa ser feito para vencer esse desafio.rdida aberta; mordida cruzada, posterior ou anterior; sobressaliência.

Fonte: Jornal do Site

Nenhum Comentário