Prêmio Brasil Sorridente/Conselhos de Odontologia

Em plenária realizada no dia 12 de setembro de 2013, o Conselho Federal definiu algumas mudanças para edição 2014 do Prêmio Brasil Sorridente/Conselhos de Odontologia. Neste ano, os municípios terão até o dia 30 de maio para encaminhar um ofício, dirigido obrigatoriamente ao Conselho Regional do seu Estado, solicitando sua inscrição no prêmio “BRASIL SORRIDENTE”, e anexará a documentação comprobatória exigida.

Os Conselhos Regionais informarão ao Conselho Federal de Odontologia o município que melhor se destacar em cada grupo populacional, em sua jurisdição, até o dia 31 de julho de 2014. Os municípios selecionados serão homenageados em solenidade a ser realizada no mês de outubro de 2014.
O prêmio Brasil Sorridente/Conselhos de Odontologia, instituído pela Resolução CFO-65/2005 (atualizada recentemente pela Resolução CFO-124/2013), é concedido anualmente a municípios brasileiros que se destacaram na implantação de Políticas Públicas de Saúde Bucal.

Consultório completo
Primeira iniciativa nacional com essas características, o prêmio foi instituído em 2005 pelo Conselho Federal de Odontologia e os Conselhos Regionais, com apoio do Ministério da Saúde e o patrocínio da Dabi Atlante. Além do reconhecimento público, as prefeituras vencedoras são premiadas gratuitamente com um consultório odontológico completo.
Seu nome foi inspirado no programa Brasil Sorridente, do governo federal, que entre 2003 e 2010 investiu aproximadamente R$ 3,5 bilhões em ações de atenção à saúde bucal. A implantação dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e a ampliação das Equipes de Saúde Bucal (dentro da Estratégia Saúde da Família) estão entre os principais resultados do programa.

Para consolidar os avanços obtidos, é necessário o comprometimento dos municípios para a implantação de políticas públicas efetivas na área de saúde bucal. O prêmio Brasil Sorridente/Conselhos de Odontologia nasceu com a meta de estimular esse compromisso.

Departamento de Comunicação do CFO
Fonte: CFO

Nenhum Comentário